BLOG OSSIA

Toda semana com conteúdos sobre áudio, música e produção musical.

Como você deve imaginar, saber conectar os equipamentos corretamente em seu Home Studio é essencial para obter um bom resultado final em seus projetos.

No entanto, não se trata de um procedimento tão fácil. Por isso, para quem está começando, é normal ter dificuldades em saber qual a forma adequada para conectar os equipamentos. Se esse é o seu caso, veja a seguir as dicas que temos para você!

1. Interface de áudio

A interface de áudio serve, basicamente, para captar o sinal de microfone ou instrumento, por exemplo, e converter os dados analógicos para digital e transmiti-los para o computador. Geralmente, ela conta com um conversor de áudio e um pré-amplificador.

Além disso, ela também faz a conversão de dado digital para áudio, para que você possa ouvir o som durante o seu processo de mixagem e gravação.

Drivers

Os drivers são programas responsáveis por viabilizar a comunicação entre o seu notebook e a interface de áudio.
Logo, o primeiro passo é instalar os drivers em seu notebook. Se você estiver utilizando uma equipamento mais profissional, geralmente, ele contará com drivers próprios do fabricante.

Você deve seguir todas as recomendações durante o processo de instalação para evitar qualquer problema entre a sua entrada (Thunderbolt, USB ou FireWire) e a placa mãe do seu notebook.

Alimentação de energia

O segundo passo diz respeito à alimentação da sua interface. Você precisa se atentar, primeiramente, se ela possui entrada de energia específica ou conjunta com a saída/entrada de dados.

O principal cuidado que você precisa ter é com a voltagem. Verifique se a voltagem do equipamento é adequada para sua rede elétrica.

Você também deve se atentar à conexão de dados, para utilizar o cabo correto. Principalmente se sua entrada for USB-C ou Thunderlbolt, visto que ambas possuem conectores idênticos.

Entradas de áudio

Nas entradas de áudio, sua principal preocupação deve ser quanto aos níveis de sinal de áudio (nível de instrumento ou nível de linha). Se você conectar um equipamento com nível de linha, como uma mesa, numa entrada de instrumento, ele não dará a impedância certa e prejudicará o resultado final.

2. Mesa de som

A mesa de som é um equipamento muito útil, principalmente no processo de gravação.

Você pode utilizar tanto as saídas de seu console, em nível de microfone, por exemplo, como as saídas em nível de linha, para conectar na sua interface de áudio. Para isso, sua interface precisa ter entradas em nível de linha.

Como conectar os equipamentos do Home Studio

Como utilizar uma mesa de som em combinação com uma interface que possui saídas em nível de linha, mas não possui entradas?

Você pode conectar a saída da interface de áudio diretamente na mesa, em uma entrada em nível de linha. Utilize, de preferência, uma das entradas que não possui pré-amplificadores. Dessa forma, o sinal não irá sofrer uma nova amplificação.

É muito importante que você saiba se a saída em nível de linha da interface é profissional. Se for o caso, o “level” da entrada da mesa de som precisa estar no máximo, para que ela esteja preparada para receber esse tipo de conexão.

Caso você queira apenas pegar toda uma saída estéreo de sua interface, você deverá conectar a saída de linha de sua interface em um canal estéreo de sua mesa de som.

Depois, você precisa regular o seu balance para que você capte apenas o sinal vindo de um desses canais (direito ou esquerdo).

Por que conectar a interface diretamente na mesa de som mixer?

Você pode estar se fazendo essa pergunta, visto que a mixer, geralmente, possui mais canais do que a interface. Veja as razões a seguir!

Primeiramente, vale lembrar que para receber as conexões da mixer, sua interface de áudio precisará ter entrada em nível de linha profissional, de preferência, sem pré-amplificadores.

Considere uma mixer com quatro saídas diferentes:

  • 2 Saídas principais (Main outputs)
  • 2 Saídas auxiliares ou subgrupos (Aux Outputs ou Sub outputs)

Em alguns consoles, esses dois tipos de sinais podem separados. Assim, é possível fazer com que alguns dos canais possam ser enviados exclusivamente para uma saída do subgrupo ou do main out.

Dessa forma, você pode ter várias saídas independentes em sua mixer, visto que você pode fazer o direcionamento do canal para uma saída específica.

Por exemplo, você pode ter conectado em sua mixer dois microfones no bumbo e dois microfones na caixa. Os canais do bumbo podem ser direcionados para a saída principal da direita e os da caixa para a saída principal da esquerda.

Assim, você terá dois sinais diferentes, totalizando quatro canais, que podem ser gravados simultaneamente na sua interface. Para isso, ela precisa ter duas entradas em nível de linha profissional.

Caso você tenha mais entradas em sua interface, você ainda pode utilizar os subgrupos da mesa de som, da mesma forma como demonstrado no exemplo anterior. É uma forma de transformar oito canais em quatro canais na gravação.

3. Fone de ouvido

Obviamente que, na mesa de som ou na interface, você precisará de uma entrada de fone de ouvido e que deverá conectá-los corretamente.

Algumas interfaces possuem um driver específico que precisa ser habilitado para que a saída de fone possa receber as informações de áudio.

Como conectar os equipamentos do Home Studio

Depois, é só conectar o fone de ouvido na entrada correspondente na interface e pronto. Na mesa de áudio funciona da mesma forma.

Para saber como escolher o modelo ideal de fone de ouvido para mixagem, clique aqui

4. Microfone

Basicamente você precisará ter uma entrada em nível de microfone na sua interface de áudio ou então na sua mesa de som.

Como conectar os equipamentos do Home Studio

Na mesa de som

Uma entrada em nível e microfone, geralmente, vem escrito “Mic” embaixo dela. Ela possui uma impedância mais baixa e precisa de um pré-amplificador para elevar o sinal até nível de linha.

Geralmente os conectores de microfone são do tipo XLR.

Bastar conectar o cabo ao microfone e conectá-lo à mesa. Depois, é só ajustar o ganho que você deseja ter, caso tenha pré-amplificadores. Assim, você evitará que o sinal fique saturado, mas garante que tenha quantidade de sinal suficiente para fazer uma boa gravação.

Para saber mais sobre o funcionamento do microfone, clique aqui.

Na interface

Basicamente as interfaces vão ter uma entrada XLR e uma conexão TS ou TRS. Dependendo do equipamento, terá uma entrada em nível de instrumento ou uma entrada em nível de linha profissional.

Basta conectar o cabo XLS à entrada múltipla e depois utilizar o pré-amplificador para ajustar o ganho, da mesma forma que é feito na mesa.

Lembrando que o sinal vai direto do pré-amplificador para o conversor de analógico para digital. Você terá que se preocupar com a amplitude desse sinal para que ele não fique saturado digitalmente.

5. Monitor de áudio

Para ter monitor de áudio em seu Home Studio é essencial que você tenha algum tipo de tratamento acústico na sua sala. Caso contrário, você pode ter alguns problemas acústicos e não terá a representação ideal do que está acontecendo realmente no áudio.

Como vimos, podemos utilizar dois tipos de conexões: da interface para mesa de áudio ou o inverso, da mesa para a interface. Isso dependerá do seu workflow e das soluções que são melhores para você.

Você pode não precisar da mesa. É possível, por exemplo, fazer mixagens e produções in the box, sem a necessidade de um console.

Como conectar os equipamentos do Home Studio

A saída para seu monitor pode vir tanto da mesa de som quanto da interface de áudio. De preferência, todas essas saídas que vão para o monitor de áudio precisam ser balanceadas em nível de linha.

Muitas vezes, o monitor ou a interface não vão ter saída TRS ou XLR. Então você precisa de um conector misto. Ou seja, com um conector com uma ponta TRS e outra XLR.

O tipo de conector irá depender das saídas presentes em seus equipamentos. Por isso, antes de comprar um cabo, verifique em que tipo de entrada e saída ele será conectado.

Bom, agora você já sabe como conectar os equipamentos em um Home Studio. Faça tudo com muito cuidado, principalmente nessa fase de aprendizado.

É muito importante que você preste atenção aos níveis operacionais: nível de linha profissional, nível de equipamento e nível de microfone.

Se você estiver montando seu Home Studio, saiba que nós oferecemos um conteúdo muito completo que vai ajuda-lo muito nesse processo. Além disso, nesse material você irá descobrir tudo o que você precisa comprar e qual a configuração recomendada.

manual do home studio

Dessa forma, você poderá economizar muito dinheiro adquirindo os equipamentos corretos para sua necessidade. Clique aqui e adquira o Manual do Home Studio.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *