BLOG OSSIA

Toda semana com conteúdos sobre áudio, música e produção musical.

Se você deseja montar um Home Studio, mas possui baixo orçamento, então precisa focar nos equipamentos que são essenciais para as tarefas diárias. Mas quais são eles?

O texto a seguir foi baseado no vídeo que está rolando lá no canal da OSSIA no Youtube.

Descubra a seguir quais são os 5 equipamentos básicos e de qualidade, para o seu Home Studio.

1. Computador

É um pouco óbvio, mas nem por isso pode ficar de fora de nossa lista. Esse é o equipamento principal de um Home Studio.

Tudo que você precisar processar e fazer com áudio, MIDI, instrumentos virtuais, plugins e outras coisas que são essenciais, principalmente em uma situação de um Home Studio mais enxuto, vai será feito em um computador.

Por isso, esse equipamento é o investimento mais alto que você precisa fazer. Por quê? A resposta é simples: Na hora de gravar é muito importante que, no seu fluxo de trabalho, você consiga ouvir as coisas com algum processamento, seja um Reverb, um delay, uma compressão, etc.

Então, você precisa de um computador potente para processar diversas atividades simultaneamente. Por exemplo, é importante que você consiga reproduzir instrumentos virtuais em tempo real e processar com plugins uma voz ou uma guitarra que você está gravando. Assim, você terá noção de como sua produção vai ficar.

Por isso, o processador do computador precisa ser muito rápido. Ele precisa ter mais de 4 GB de memória RAM e um sistema operacional com arquitetura de 64 bits para que você possa ter 32 bits de pontos flutuantes no seu Digital Audio Workstation (DAW) e um cálculo mais preciso de processamento dos plug-ins.

Além disso, você precisará também de conexões bem rápidas com sua interface, tais como uma saída USB 3.0, ou uma saída thunderbolt, ou uma saída USB-C . O ideal é não limitar as saídas do seu computador.

2. Interface de áudio

A interface de áudio é responsável por algumas funções muito importantes, principalmente em cenários de Home Studio de baixo orçamento. Você precisará de uma interface que já venha com pré-amplificador integrado e que seja rápida na comunicação com seu computador.

Geralmente, esse tipo de interface possui um custo mais elevado porque utiliza ou thunderbolt ou USB 3.0 e essas são tecnologias que exigem um orçamento um pouco elevado.

Veja algumas características que devem ser observadas ao comprar sua interface:

  • Pré-amplificadores integrados, se você tiver que gravar a nível de microfone ou a nível de instrumento ou qualquer função de captação de áudio;
  • Conversor de boa qualidade, que mostre as coisas em tempo real e que tenha uma comunicação muito boa com o seu computador.
  • Alimentação de energia externa, que não venha diretamente pelas entradas USB, pois isso acarreta um pouco mais de ruído às suas produções.

Outra opção é que você conte com um conversor com entradas em nível de linha, caso você já tenha um pré-amplificador externo.

Essa solução também é aplicável se você não for utilizar nenhum instrumento para gravar, ou seja, caso você pretenda apenas sequenciar MIDI ou fazer algum outro tipo de prática simplesmente in the box, utilizando somente instrumentos virtuais.

Em resumo, a interface precisa ter um pré-amplificador e um conversor de qualidade e precisa se adequar às suas práticas.

3. Softwares

Você precisará de uma série de softwares para suas produções. O principal é o Digital Audio Workstation.

Os principais são:

  • Pro Tools (antigo Sound Tools), da Avid;
  • Sonar, da Cakewalk;
  • Logic Pro, da Apple;
  • Cubase, da Steinberg;
  • Studio one, da PreSonus;
  • Ableton Live, da Ableton.

Saiba para que serve cada um deles e qual o melhor para as diferentes funções clicando aqui.

4. Microfone

Este item, geralmente, é muito utilizado em um Home Studio. Então, você precisa de um bom microfone pra função que você vai exercer.

Por exemplo, se você vai cantar, deverá procurar um microfone que seja ideal para o seu tipo de voz.

No entanto, é muito importante que você possua um microfone que seja versátil, que consiga captar, por exemplo, violão e voz com qualidade. Uma possibilidade é um microfone condensador de diafragma largo, pois ele possui características que são gerais e consegue lidar com várias situações.

Agora, se seu local de trabalho está sujeito a muitos ruídos externos, então o ideal é um microfone condensador de diafragma pequeno. Pode ser até mesmo um condensador que é utilizado para uso ao vivo.

Em resumo, a escolha do microfone depende muito da utilização que será dada a ele. Por isso, antes de comprar, pesquise qual o mais recomendado para as atividades que você irá desempenhar em seu Home Studio.

5. Fones de ouvido

Finalmente chegamos na etapa de monitoração. Aqui, podem ser utilizados fones de ouvido ou monitores de áudio. No entanto, existem alguns pontos a serem observados.

Para utilizar monitores de áudio, é imprescindível que seu ambiente de trabalho tenha um tratamento acústico. Isso porque esses equipamentos possuem uma relação muito grande com o ambiente. Ou seja, o som que você ouve com os monitores é muito dependente das interações com o espaço acústico.

Logo, se você não tiver condições de fazer um tratamento acústico básico, não é recomendável a utilização dos monitores de áudio. O mais adequado, neste caso, é a utilização de fones de ouvido.

A escolha do fone ideal depende do uso que será feito dele. Há muitas funções em que o fone poderá ser utilizado tais como, monitoração da gravação, mixagem, masterização, etc.

Para saber quais os fones ideais para cada tipo de função, clique aqui.

6. (Bônus) Plug-in Redline Monitor

Esse plugin simula o som saindo de dois monitores no seu spot. Então, você vai conectar o seu headphone na saída da interface e adicionar o Redline Monitor na saída do seu DAW.

Esse procedimento irá simular a imagem estéreo dos monitores no espaço acústico. Ou seja, você poderá ouvir o monitor da direita também no ouvido esquerdo, bem como o monitor esquerdo também no ouvido direito.

Além disso, você pode controlar a angulação que os monitores têm em relação ao seu spot. Isso ajudará você a ter uma ideia um pouco melhor de como é ouvir a sua produção em monitores de áudio, caso você não tenha um espaço acústico adequado para contar com esses equipamentos.

Dessa forma, você terá uma percepção mais precisa das primeiras reflexões, do delay, dos efeitos da imagem estéreo, etc. Isso ajudará você a ter muito mais qualidade em suas produções.

Gostou de nossas dicas? Então clique aqui e adquira nosso eBook para descobrir como montar um Home Studio de forma rápida e econômica.

ebook manual home studio

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *