Problemas de áudio e como resolvê-los: Ruido, “som de lata” e “som abafado”

Quando se trata de áudio, os principais problemas que costumamos encontrar podem ser separados em:

  • Som “abafado” ou “estridente”;
  • Ruído;
  • Oscilações e “Clicks”;

Confira abaixo nosso vídeo sobre como conectar seus cabos e equipamentos. Caso ainda tenha dúvidas, confira nossas sugestões de como resolver:

Som “abafado” ou “estridente”

Em algumas situações, o som captado pode apresentar um desequilíbrio de frequências, tornando-o muito agudo, grave ou médio demais. Uma série de problemas pode ocasionar esse desequilíbrio. De problemas nas conexões até a técnica e qualidade dos equipamentos utilizados na captação, você deve conferir:

Impedâncias

Desequilíbrios na impedância podem causar perda de frequências agudas, tornando o som “abafado” e “morto” ou “magro” e sem sustain, por exemplo. Isso ocorre com instrumentos que apresentam impedância de saída maior que a impedância de entrada da interface de áudio e sinal não-balanceado, como: teclados, guitarras, violões elétricos, baixos e instrumentos que apresentam captação em geral. Para resolver esse problema você deve acionar a opção da interface que prepara o canal para instrumentos desse tipo (caso ela exista) ou utilizar uma Direct Box (DI), que transforma o sinal não-balanceado de alta impedância em sinal balanceado com baixa impedância. Para mais informações confira o e-book Manual do Homestudio.

Defeitos nos equipamentos

defeitos nos equipamentos

Pré-amplificadores, cabos, instrumentos, microfones, DIs e a própria interface de áudio podem apresentar defeitos devido ao desgaste ou à má qualidade de fabricação, o que compromete a qualidade do sinal captado. Não há outra saída a não ser a verificação completa da cadeia de sinal. Todo equipamento/cabo deve ser substituído por outro igual ou similar, um a um, para checar aonde o problema está ocorrendo. Defeitos e desgaste podem ocasionar tanto desequilíbrio nas frequências, como ruídos incômodos.

Aquecimento dos equipamentos

set muitos pedais

Muitos equipamentos alimentados por uma mesma fonte de corrente elétrica podem exigir um valor de potência (Watts) máxima superior a que ela pode fornecer. Isto causa aquecimento e oscilações que podem comprometer o funcionamento correto do equipamento, fazendo com que o sinal de áudio seja mal processado. Estabilizadores também podem apresentar esse tipo de problema. Um exemplo comum são pedais de guitarra ligados em uma mesma fonte.

 

Má captação de áudio e problemas acústicos

Muitas vezes você pode detectar desarmonia de frequências sem que haja relação com problemas de conexão ou sinal elétrico, mas na própria maneira como a fonte sonora foi captada. Para mais sobre esse assunto, confira o  e-book Manual do Homestudio, onde abordamos o assunto de acústica e captação mais detalhadamente.

 

Ruídos de Áudio

Nada pode ser mais irritante para o dono de home studio do que aquele ruído persistente e alto que acaba com a qualidade de qualquer gravação. Algumas causas comuns de ruído são:

Falta de aterramento

Tomadas não aterradas não têm a capacidade de eliminar o ruído do sistema elétrico e dos componentes da rede, como: computadores, amplificadores e mesas de som. Confira se seu sistema é aterrado e se o aterramento está bem feito.

barra de aterramento

barra de aterramento

Excesso de aterramento

Pode parecer confuso, mas o excesso de aterramento também pode se tornar um problema, principalmente, quando propicia loops de terra (groundloops) entre equipamentos conectados por cabos balanceados. Esse problema ocorre de duas maneiras distintas: quando há diferentes barras de aterramento para diferentes tomadas e quando dois equipamentos aterrados estão conectados entre si. Em ambos os casos a corrente que deveria fluir para a barra de aterramento encontra uma caminho menos resistivo e circula entre os dois equipamentos, causando um “efeito antena”, que transformará qualquer interferência em ruído.

Para resolver esse problema certifique-se de que os equipamentos estão conectados à mesma barra de aterramento. Caso não estejam, ligue todos na mesma tomada com a ajuda de um estabilizador.

Caso já estejam ligados ao mesmo sistema de aterramento, algumas soluções são:

ground lift

botão de ground lift

 

  • Ground lift Alguns equipamentos apresentam essa opção, que interrompe a conexão de aterramento dos cabos balanceados que interconectam os equipamentos. Outra opção é utilizar um adaptador de tomadas de 3 para 2 pinos em um dos equipamentos, mas só deve ser utilizado enquanto existe conexão entre diferentes dispositivos, voltando a usar os 3 pinos quando ligados separadamente. ATENÇÃO: JAMAIS REMOVA O 3 PINO DO EQUIPAMENTO, ISSO CAUSA RISCO DE CHOQUES ELÉTRICOS. Também é possível interromper o terra dos cabos balanceados que conetam os equipamentos. Para isso existem adaptadores XRL específicos ou se pode alterar os conectores do cabo manualmente. O ground lift funciona por interromper o caminho circular do sinal de terra, enviando-o para o local adequando, a barra de aterramento;

 

 

ground loop

isolador de ground loop

  • Isoladores – Existem dispositivos que interrompem a conexão direta entre os equipamentos e seus aterramentos. Eles fazem com que o sinal passe por um transformador, que funciona por indução eletromagnética e não conduz a corrente do terra, interrompendo o loop de terra;
Símbolo de duplo isolamento

Símbolo de duplo isolamento

  • Duplo isolamento – Se você usa um notebook, existe a possibilidade de utilizar uma fonte com duplo isolamento (com o cabo de força apresentando apenas 2 pinos), que não necessita de terra.
    Cabe lembrar que só é uma solução funcional se o loop acontecer entre o notebook e outro(s) dispositivo(s).

 

Interferência

Dê preferência aos cabos balanceados, e no caso de instrumentos que dependam de conexões não-balanceadas, como guitarras e baixos, evite estender demasiadamente o comprimento do cabo. Evite, também, posicionar o cabo sobre outros equipamentos e caso precise sobrepô-lo a um cabo de força, mantenha um ângulo de 90º entre eles. Evite o uso de equipamentos de alto consumo na mesma rede enquanto ocorre a gravação (eletrodomésticos em geral), pois podem causar interferência na própria rede elétrica.

 

Ruídos não elétricos

Existe a possibilidade da origem do ruído não ser elétrica. Mantenha o máximo de silêncio possível quando estiver gravando, evitando o uso de equipamentos ruidosos como: ar-condicionado, máquina de lavar e até relógios de ponteiro, entre outros. Outra fonte de ruídos são as vibrações. Certifique-se de que não ocorram vibrações de objetos dentro do local de gravação, como: esteiras de caixas de bateria, móveis, portas e janelas. Cornetas danificadas de auto falantes ou gabinetes de amplificadores com peças frouxas também podem causar ruídos desse tipo. Tente eliminar essas vibrações impedindo, por exemplo, que o móvel onde está o amplificador bata repetidamente no chão.

 

Oscilações e Clicks

Outro problema comum é oscilação da eletricidade fornecida pelas companhias elétricas. Caso você suspeite que isso está ocorrendo (as lâmpadas fraquejam, os estabilizadores estalam, etc), entre em contato com a concessionária de energia elétrica de sua região para verificação da estabilidade de fornecimento.

Caso seus equipamentos estejam utilizando uma corrente muito alta, ao ponto de incorrer em oscilação, o uso de um estabilizador é recomendado.

Uma má instalação elétrica também pode comprometer a corrente elétrica. Fases ligadas de maneira incorreta podem aumentar a tensão da rede acima do máximo suportado pelos equipamentos.

 

Conclusão

O processo de captação deve ser cuidadoso. Sempre que se deparar com um problema de ruído ou timbre, seja sistemático.

Caso precise passar por toda cadeia de sinal, anote o que está fazendo para não precisar reiniciar o procedimento.

Lembre-se dos princípios mostrados aqui e não hesite em chamar um eletricista para conferir sua rede elétrica. Segurança em primeiro lugar. Estúdios dependem de uma rede elétrica bem construída e aterrada.

 

Bons Sons!

edilson

Edilson Dourado de Lima Sturmer Klokner


Um comentário sobre “Problemas de áudio e como resolvê-los: Ruido, “som de lata” e “som abafado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *