Hoje falaremos de uma dúvida super comum: os termos no áudio. Traremos exemplos simplificados de alguns dos principais aspectos nos indicadores de áudio e o que alguns termos significam. Vamos lá?

Indicadores de Áudio – O que significa?

Pra começar, precisamos entender o sistema básico de captação e amplificação do sinal de áudio, começando pela origem que é o som.

O Som – O Que É:

O som é o resultado de uma diferença de pressão em um determinado meio, gerando movimentos de compressão e descompressão das moléculas deste meio. Para estudar este fenômeno em profundidade, precisaríamos entender alguns princípios de termodinâmica, mas esse assunto tende a nos afastar do nosso ofício de produzir e mixar músicas (né?), por isso assumimos algumas simplificações nas explicações que você viu no vídeo. 🙂

O Som – Como Funciona:

Podemos pensar em um grupo de moléculas de ar comprimindo e descomprimindo como uma mola propagando o som até que ele se dissipe.

como-funciona-o-som

Esse movimento de propagação é longitudinal. No exemplo, da esquerda para a direita.

No sistema básico de áudio:

Ao se chocar com um microfone, a compressão e descompressão das moléculas faz com que o diafragma do microfone oscile. Esta oscilação é transmitida ao transdutor do microfone, que, por sua vez, gera a diferença de potencial e causa uma corrente alternada. O resultado final é o sinal de áudio.

sistema-básico-de-áudio

Neste processo usamos diferentes indicadores para as medir as diferentes característica do sinal de áudio e da onda sonora.

Indicadores do Áudio:

  1. Intensidade:

    A Intensidade é medida tanto de pressão sonora como intensidade de sinal elétrico ou digital de áudio. É medida em decibéis;

  2. Frequência:

    A Frequência é medida em Hertz (Hz). Também medida em todos os meios da mesma forma que a intensidade;

  3. Distorção Harmônica:

    A Distorção Harmônica, ocorrida no meio acústico e nos diferentes processadores de áudio, é a característica determinada pela soma de harmônicos originados através da distorção. Ela ocorre no circuito eletrônico ou em um meio acústico.

As medidas em decibéis se referem à intensidade, ou seja, quanto mais forte é o som, maior é a quantidade de decibéis. O mesmo vale para a intensidade em sinais elétricos de áudio ou para o áudio digital. O decibel é um pouco mais complexo, uma vez que é exponencial, sempre com um valor de referência para seu zero. Veja mais sobre escalas decibel.

Gostou? Este é o primeiro passo! Quais outros termos você quer saber? Comente aqui e em nosso Grupo no Facebook!

Um abraço!

Alwin Monteiro

ps: Lembre de sempre enviar suas dúvidas e de acompanhe a OSSIA em nossos canais!


Quer ter um Home Studio? Conheça o Guia Definitivo para Montar Seu Home Studio Profissional e economize na hora de montar o seu. 😉

home-studio-ebook

Faça parte do nosso grupo Áudio: Teoria e Prática.

Inscreva-se no Canal do Youtube da OSSIA!