BLOG OSSIA

Toda semana com conteúdos sobre áudio, música e produção musical.

Em nosso post da semana passada, MIXANDO VOZ #1 – COMPRESSÃO MÚLTIPLAvocê viram que diversos fatores nos fazem definir quais ferramentas colocar à disposição para nossa mixagem.

Houve uma época, onde esta escolha definia os equipamentos analógicos e suas conexões, montando o chain. Hoje, define nosso template in-the-box. O importante é sempre lembrar: adeque os parâmetros das ferramentas. E, quando necessário, as próprias ferramentas de acordo com o material de áudio e objetivos que você tiver. 🙂

Uma das ferramentas mais importantes do meu vocal chain é o plugin da IK Multimedia: Compressor White 2a que é uma emulação do compressor analógico Teletronix LA-2A.

Teletronix LA – 2A – Como funciona?

O Teletronix LA-2A é um compressor que utiliza a tecnologia de células ópticas e eletro luminescentes. Para simplificar, podemos entender esta célula como a combinação de uma lâmpada e um dispositivo sensível à luz, que aumenta a resistência ao sinal de acordo com o acendimento da lâmpada.

Ele possui um transformador de entrada, que adapta impedância e busca isolamento do circuito. Aumentando, assim, a distância entre o ruído e o sinal original. Esse transformador é seguido de um circuito em paralelo que divide o sinal. Este circuito de side-chain determina quanto de redução de ganho o compressor vai obter a partir de um determinado sinal de áudio que entra no seu input.

O circuito de side-chain possui, primeiramente, um amplificador de tensão. Ele utiliza a válvula 12AX7, seguido de um filtro de ênfase de frequência, e mais um amplificador que provem a tensão necessária para a célula eletro luminescente (“lâmpada”).

O controle da amplificação do sinal que entra do circuito side-chain é feito pelo knoob Peak Reduction. Isto afeta, paralelamente ao sinal de entrada, o quanto a lâmpada acende. O knoob Gain controla a amplificação do sinal de entrada e saída utilizando um sistema de feedback. Quanto mais a lâmpada acende, mais o circuito de redução de ganho atua. Ou seja, maior é a compressão do sinal.

Attack e Release – Compressor LA-2A

Diferente de outros compressores ópticos inventados na mesma época, o Compressor LA-2A consegue ter um ataque razoavelmente rápido. Isso acontece porque ele usa a lâmpada electro luminescente, que ascende mais rápido. Agindo, assim, diferente da usada nos outros compressores que tinham lâmpadas incandescentes ou de neon, que demoram bem mais pra acender.

O attack dele é de aproximadamente 10 milissegundos, e o release depende do material. Ou seja, depende de quanto tempo e com qual intensidade a “lâmpada” fica acesa. Assim que a célula eletro luminescente se apaga, a célula óptica leva, aproximadamente, de 40 a 80 milissegundos para fazer com que a resistência ao sinal cesse e pare a compressão.


Razão de compressão e Threshold

Esses controles são configurados de acordo com a posição do Peak Reduction e com a quantidade de sinal na entrada do compressor. O nome “Peak Reduction” se dá por conta da atuação do compressor nos picos das fases do sinal de áudio.   

Segundo a Universal Audio, atual fabricante do Compressor LA-2A, o ratio – razão de compressão – varia de acordo com a quantidade de sinal e com a configuração do Peak Reduction. Obtendo, dessa forma, uma média que varia de acordo com a posição da chave Limit/Compress, onde o Limit oferece uma compressão média de 10:1 e a Compress oferece uma compressão média de 3:1.

Usando o T-Racks White 2a no Vocal Chain

Este plugin possui características muito interessante nos seus knoobs. Além de controlar a quantidade de compressão, o knoob Peak Reduction, quanto ultrapassa o número 50, gradativamente enfatiza a presença de graves e subgraves, ao passo que, antes de ultrapassar o 50, enfatiza a presença de agudos e médio agudos.

Diferente do knoob Peak Reduction, quando o knoob Gain ultrapassa os 50, traz mais distorção harmônica e frequências agudas.

Além destas características, utilizei ele no meu vocal chain. Assim, possui um knee suave, fazendo uma curva gradativa na aplicação de sua razão de compressão.

Utilizei o seu ataque de 10 milisegundos, pois ele se adéqua perfeitamente aos transientes da voz que possuem um ataque lento. Seu release, que varia de acordo com o material, se torna muito “musical”. Isto, quando se adéqua à performance do intérprete, o que é muito útil. 🙂

 

Saiba mais também sobre o Compressor dbx 160 e sua emulação da Native Instruments/Softube VC 160.

Um abraço,

Alwin Monteiro

 

Lembre de sempre enviar suas dúvidas e de acompanhe a OSSIA em nossos canais!


EBOOK-FILTROS-E-EQUALIZADORES

Faça parte do nosso grupo Áudio: Teoria e Prática.

Inscreva-se no Canal do Youtube da OSSIA!

2 Comentários

  1. Jhomeson

    Alwin Boa noite você poderia indicar um bom reverb e um Delay , poderia tbm falar sobre o LA 76

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *