BLOG OSSIA

Toda semana com conteúdos sobre áudio, música e produção musical.

Você sabe como funciona o EQUALIZADOR?

Se você não consegue chegar nos resultados que gostaria usando seus equalizadores, seja no seu software ou em equipamentos analógicos, esse vídeo vai ajudar você.

“Como funciona o Equalizador?”

Entendendo o Equalizador: Filtros

Equalizadores são ferramentas compostas por filtros. Eles são utilizados para controlar a resposta de frequência de um determinado sinal.  Sua aplicação vai muito além do áudio, porém vamos focar nesse lado hoje.

Entenda melhor os filtros:

1 – Filtro de Passagem ou Filtro de Corte:

Filtros de passagem ou de corte atenuam todas as frequências segundo uma certa curva e após uma determinada frequência. A curva é medida em decibéis, por oitava e o fator que determina o formato dessa curva é chamado de Sloop.

Existem filtros de corte de frequências graves e de corte de frequências agudas.

2 – Filtro de Prateleira ou Shelving:

Filtros de Prateleira (ou Shelving, em inglês) formam uma curva a partir de uma frequência específica, para então atingir um patamar linear. A frequência após atingido o patamar de linearidade é chamada de frequência de Turn Over, ou Frequência de Sintonia

Este filtro pode ser usado para atenuar o sinal (subtrativa) ou para dar ganho ao sinal (aditiva).

3 – Filtro de Pico ou Peak/Bell:

Como o nome ilustra, atua centrado em uma frequência determinada, atenuando ou dando ganho ao sinal próximo a ela. A faixa de frequências ao redor da central onde este filtro atua é definida pelo Fator de Qualidade, conhecido como “Q”. A Bandwidth, que significa Largura de Banda, é a região onde o filtro de pico atua.

Na prática, quanto maior o fator “Q”, menos a largura de banda, isto é, uma menor faixa de frequências ao redor da central serão atenuadas ou recebem ganho.

4 – Filtro de Notch:

Entenda o Filtro de Notch como um filtro de “corte fino”. Ele atua de forma parecida com o Filtro de Pico, porém com uma faixa bem pequena de frequências.

Os Tipos de Equalizador:

Existem 4 tipos de Equalizadores:

  • Não Paramétricos;
  • Semi-Paramétricos;
  • Paramétricos;
  • Totalmente Paramétricos.

1 – Equalizador Não Paramétricos

O Equalizador Não Paramétrico não permite que sejam selecionadas diferentes frequências sobre as quais os filtros atuam, a largura de banda, a curva de slope, nem que alteremos o tipo de filtro. Com o Não Paramétrico, podemos atuar apenas no ganho dos filtros.

Um exemplo: o equalizador presente em amplificadores de guitarra com três knobs: treble, middle e bass.

2 – Equalizador Semi-Paramétrico

Com os Equalizadores Semi-Paramétricos, podemos selecionar as frequências onde os filtros atuam.

Um exemplo: Algumas mesas de som da Behringer possuem um filtro semi-paramétrico para ajuste no filtro de peak das frequências médias. Em nosso vídeo você pode acessar o exemplo em mais detalhes.

3 – Equalizador Paramétrico

Com os Equalizadores Paramétricos é possível determinar a curva slope e o fator Fator “Q”, porém, não é possível escolher qual equalizador será utilizado.

4 – Equalizador Totalmente Paramétrico

Os Equalizadores Totalmente Paramétricos fazem parte de uma nomenclatura mais recente e remetem à total liberdade de escolha em seus filtros.

 

Agora que você sabe como funciona o equalizador, é hora de por na prática!

Envie sempre suas dúvidas e de acompanhe a OSSIA em nossos canais.


manual do homestudio

Faça parte do nosso grupo Áudio: Teoria e Prática.

Inscreva-se no Canal do Youtube da OSSIA e fique atento para novos vídeos!

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *